quinta-feira, 20 de abril de 2017

Lidando com a Depressão em 17 Passos ( que eu lembre...tem mais coisas ;) )





1. Cuide da higiene do sono.Durma em horários regulares.

2. Evite encher a mente e o corpo com " alimentos de baixa nutrição" . Para a mente, evite programas sensacionalistas, que fazem você acreditar que no mundo só há desgraça. Acredite, os bons ainda são maioria. Para o corpo, alimentos naturais e o mínimo possível de industrializados.

3. Se afaste de pessoas negativas, agressivas, assim que puder.

4. Não queira o papel de vítima, só você sofrerá com esta atuação.

5. Não queira agradar aos outros, fazendo algo que te incomoda. Obedeça a sua intuição.

6.Faça atividades físicas que te dão prazer, não só pelo valor estético, mas sim porque “mente sã corpo são”.

7. Se aceite e se ame, assim mesmo como você é.

8. Procure uma terapia, mas se não estiver te agradando, procure outro profissional. Nem todo Psicólogo está preparado para realizar uma terapia eficaz no seu caso." "Para cada tipo de psique há um tipo de terapeuta." Se sua energia "bateu" com a do terapeuta, se você sente que ele pode ser um bom canal para você se libertar e vencer e se autoconhecer, beleza, se não, procure outro.

9. Procure um médico clínico e solicite exames de sangue, apresente à ele suas queixas, certamente se ele achar conveniente, lhe encaminhará para um Psiquiatra.

10. Não tenha vergonha e nem medo de tomar remédios tarja preta, se forem acompanhados por um profissional de saúde, eles não deixarão você mais louco, nem é louco quem usa. Se estranhar algum sintoma incômodo, informe ao médico e peça outro.Louco é quem não se cuida e vive perturbando o juízo dos outros com conversa sem fundamento. Acredite, eles não sabem de nada meSmo.

11. Utilize técnicas de meditação e respiração.

12. Leia bons livros de autoajuda, sem preconceito, eles ajudam mesmo. Ouça palestras de terapeutas que você se identificar mais. Você pode encontrar muitos deste videos no Youtube.

13. Ore muito, tenha fé, acredite que existe uma força maior do que nós.

14. Exerça atividades que lhe façam bem, qualquer uma, para higiene da sua mente.

15. Seja seletivo na Internet,nem tudo que está lá é proveitoso assim como nem tudo é prejudicial, SEJA SELETIVO!! Viva o mundo real mais. Pise na grama, tome sol, ande descalço, sinta a natureza. Ame, abrace, sorria, fale besteiras, valorize cada pequeno momento da sua vida.
16. Procure se autoconhecer.

17. Se nada fizer, nada mudará em sua vida. Só mudamos o mundo, mudando antes a nós mesmos.

Bjs.

Sobre Depressão



       O povo fala muito de DEPRESSÃO mas não sabe nem o que é. Virou moda agora dizer que "fulano tem, porque fulano anda triste".
    Baixa de energia momentânea não é Depressão. As vezes é falta de sono adequado, ou algum tipo de carência alimentar nutritiva. Existe a Depressão Sazonal, que ocorre em pessoas em determinadas estações , geralmente no inverno.Ficar triste por um problema não é Depressão. Tentar resolver o problema também resolve a tristeza. Cerveja, cigarro, festa, sexo, etc. não curam a Depressão. O sexo ( consciente, seguro e sem vício )assim como as atividades físicas, ajudam a elevar o nível de serotonina, servindo como auxiliares também para a Depressão. Assim como o corpo carece de Vitaminas, sais minerais que produzem uma série de benfeitorias para o corpo, assim também carece de produção adequada de serotonina, um dos responsáveis pela obtenção do bem estar. Neste caso, precisam de antidepressivos para suportar a falta deste hormônio, ou até de ansiolíticos, estabilizadores de humor, etc. Por mais alegre que o ambiente esteja, uma pessoa que REALMENTE sofre de depressão, se não fizer um tratamento adequado, estará como zumbi, esgotado física, mental e emocionalmente. Por favor, parem de falar de DEPRESSÃO sem o devido conhecimento. Muita informação errada conduz a julgamentos levianos.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

É preciso falar de abuso sim!





É preciso falar de abuso sim. Principalmente do abuso psicológico que não raro culmina com o abuso físico. Pessoas são assediadas a todo tempo. Digo, pessoas, sem distinção. Ainda vivemos numa sociedade que não tem sensibilidade e percepção para exercer a empatia. Mulheres acusam mulheres de serem culpadas pela agressão que sofreram, por parte de algum sem noção. Eu tô chocada e com a garganta apertada ao ver nas redes sociais o quanto a sociedade pratica o bullying livremente. Crianças expostas em vídeos onde as pessoas dizem que “se fossem seus filhos” ( sabe-se lá 😕), saberiam como disciplinar. E daí uma enxurrada de comentários grotescos e sem noção.
Cito muitos comportamentos agressivos: ofensas entre colegas de trabalho, filhos ou filhas que são espancadas por irmãos, até com o aval dos pais, mulheres no parto que são tratadas com desdém, tendo que ouvir deboches do tipo: “ Na hora de fazer o filho, ninguém reclamou”, muito comum estes comentários por parte de pseudo profissionais de saúde. Acreditem, onde há um relacionamento abusivo, não importa qual, mãe com filho, entre supostos amigos,entre irmãos, namorados, patrões e empregados, etc., a pessoa vive com sentimento de culpa e angustiada, enquanto a outra pessoa o confunde o tempo todo, lhe chamando de problemático até maluco, que se apropriam do seus problemas de saúde para vangloriar-se, apontando estes seus problemas como resultado da sua conduta "ruim", apropriando-se da sua vida, dos seus bens e até dos seus amigos. Quando tudo que você fala é alvo de rebaixamento, motivo para te envergonhar. Tá na hora de ligar o sinal de alerta pois quanto mais o tempo demorar, mais arraigará a dependência entre você e o agressor. Minando a sua autoestima e até lhe enlouquecendo.

As vezes é difícil notar que estamos em situações de exploração emocional, principalmente quando temos um histórico familiar de abuso, achamos até isto normal, por fazer parte da nossa rotina.Embora seja comum, não significa ser saudável. Quebre este ciclo o quanto antes. Procure uma terapia. Você vale muito mais do que acredita e do que lhe dizem. Evitando assim que você se torne amargo, infeliz ou até desenvolva doenças psicossomáticas decorrentes de tais pressões psicológicas. Lembremos: Comemos emoções, um dia o corpo precisará de espaço para por todos estes sentimentos ruins,e então cada órgão receberá seu pedaço de dor. Diz um texto bíblico: " O coração calmo é a vida do organismo carnal" Provérbios 14:30.

Iracema Correia

quinta-feira, 13 de abril de 2017

DESABAFO: SE VOCÊ AMA ALGUÉM COM FIBROMIALGIA"

DESABAFO: SE VOCÊ AMA ALGUÉM COM FIBROMIALGIA"

Os 100 sintomas da Fibromialgia.





ATENÇÃO: Este é um artigo que circula bastante na internet e foi extraído do livro "Prisonniers de la Fibromyalgie, ou maladie de la fatigue chronique, l’espoir retrouvé” do Dr. André Mergui. É muito importante saber que todos os fibromiálgicos vão ter alguns destes sintomas mas nenhum vai ter todos os sintomas.

Também é importante saber que os sintomas aqui descritos podem ser provocados por outras patologias, que devem ser descartadas até se chegar a um diagnóstico de fibromialgia. A regra de ouro é sempre a mesma: consulte o seu médico sobre cada um dos sintomas que sente.

Nota da editora: A lista refere 100 sintomas porém muitos aparecem em duplicado, descritos apenas por palavras diferentes. Acredito ter conseguido resumir e organizar os sintomas que podemos sentir. É evidente que, ainda assim, muitos estão relacionados entre si. Esta espécie de lista pretende apenas reconhecer alguns dos sintomas associados à fibromialgia, a título meramente informativo.

1. Ansiedade

2. Falta de ar

3. Depressão 

4. Crises de pânico
Podem aparecer sob a forma de crise de pânico nocturno ou terror nocturno. Geralmente começa com manifestações comportamentais de intenso medo (ainda durante o sono) culminando num despertar abrupto, com respiração rápida e, por vezes, com um grito de pânico.

5. Palpitações cardíacas 
Sensação de estar envolvido em nevoeiro, um estado de confusão ao qual os americanos chamam fibrofog.
7. Diminuição do rendimento intelectual
A sensação de se ter perdido a  vivacidade de espírito.

8. Perda de concentração

9. Perda de memória 

10. Estado de confusão
Torna-se difícil reconhecer lugares familiares, pessoas conhecidas, manter uma conversa, etc.

11. Dificuldade de expressão ou comunicação
Desde a falta de voz ou de força para articular as palavras, passando pelo esquecimento do vocabulário até à disfasia - perturbação de linguagem que consiste na má coordenação das palavras. 

12. Irritabilidade
13. Mudanças de humor
As variações de humor que um fibromiálgico pode ter são muito importantes na forma como os outros o vêm pois contribuem para que não seja levado a sério como portador de uma doença.
Estas flutuações dependem dos níveis de endorfinas disponíveis no organismo. Também surgem porque a dor que sente é esgotante, consome a sua vitalidade, acaba com a força e a vontade, descontrola o sistema nervoso. Acaba por ter problemas para controlar as suas reacções e perde a serenidade com alguma frequência. Pode acabar por ter crises de pânico ou de choro.

14. Suicídio
A ideia é recorrente mas raras vezes é posta em prática, felizmente.

15. Sono não reparador
O portador de fibromialgia dorme menos e de forma não reparadora. Observa-se um distúrbio na 4ª fase do sono, segunda fase do sono profundo. Nesta fase, o cérebro trabalha quase que exclusivamente com as ondas delta lentas. É uma fase importante para se sentir revigorado pela manhã. Se a etapa for muito curta, o sono não vai ser satisfatório. As ondas delta são medições da actividade do cérebro e normalmente estão associadas com o começo dos sonhos, ou seja, o descanso so cérebro das actividades do dia a dia. Um distúrbio nesta fase do sono descontrola a hormona do crescimento que é responsável pela regeneração dos tecidos, pela boa forma do sistema imune e está envolvida no controle do metabolismo. Na prática o fibromiálgico tem fases de insónia e fases de hipersomnia, desperta várias vezes durante a noite, muitas das vezes sem conseguir adormecer outra vez e, de manhã, sente-se tão cansado como se não tivesse dormido. O professor doutor Harvey Moldofsky, um psiquiatra canadiano especialista em distúrbios do sono, demonstrou que os portadores de fibromialgia sofrem de um distúrbio no sono profundo, em ondas lentas.   
16. Apneia do sono
Condição clínica caracterizada por episódios repetitivos de obstrução da via aérea superior durante o sono, resultando frequentemente em dessaturação de oxigénio e microdespertares.

17. Síndrome das pernas irrequietas
Esta síndrome é um distúrbio do sono em que a pessoa sente uma necessidade involuntária de movimentar as pernas. Geralmente o sintoma ocorre a noite ao deitar-se, havendo alívio com o esse movimento, porem muitas vezes a pessoa passa muito tempo - até muitas horas - movimentando as pernas e isto prejudica o sono.

18. Espasmos nocturnos
Incontroláveis, nos braços e nas pernas.

19. Rigidez
O paciente tem a sensação de estar apertado dentro de um colete de gesso que dificulta os seus movimentos. É mais frequente de manhã, ao sair da cama e depois de ter estado no máximo 30 minutos na mesma posição, de pé, sentado ou na cama. Conduzir pode activar esta rigidez que tem a particularidade de se agravar com mudanças de temperatura ou dependendo da humidade ambiente.

20. Diminuição do rendimento físico
A impossibilidade de continuar a fazer tudo o que se fazia, como se se tivesse envelhecido rapidamente, a sensação de estar sobrecarregado e no limite das capacidades.
  
21. Astenia
A fadiga crónica é caracterizada por uma sensação generalizada de debilidade e falta de vitalidade, que se sente tanto a nível físico como intelectual, e que afecta a capacidade de trabalhar ou realizar tarefas simples.

22. Dificuldade em subir ou descer escadas

23. Dificuldade em levantar os braços

24. Articulação temporo-mandibular
A articulação da mandíbula com o crânio que deve ser silenciosa e indolor pode tornar-se dolorosa ao abrir e fechar a boca, provocando um estalido ou a sensação de que a mandíbula saíu do sítio. É difícil abrir completamente a boca. Desvio da mandíbula ao abrir e fechar a boca.

25. Bruxismo
As mandíbulas estão sempre cerradas e rangem-se os dentes, de dia e de noite.

26. Mastigação difícil 

27. Disfagia
Dificuldade em deglutir, engasgamento
28. Sensibilidade nas gengivas 

29. Laringite e amigdalite frequentes

30. Irritação na garganta 
A sensação de ter mucosidades na faringe.

31. Boca seca
32. Olhos secos
33. Picadelas nos olhos
Podem sentir-se picadelas como se se tivesse um grão de areia que não saísse da conjuntiva. 
34. Visão enevoada
35. Olhos vermelhos
Os globos oculares podem ficar vermelhos e inflamados, depois de uma leitura, por exemplo. 
36. Espasmos incontroláveis nas pálpebras.

37. Visão dupla
É frequente também aparecerem falsas imagens que se deslocam em frente aos olhos. Estes sintomas podem prejudicar a condução de veículos.
Cólicas, alternância entre diarreia e prisão de ventre, pouca tolerância a alguns alimentos e muito mais...

39. Problemas digestivos
Dores, gases, ardência no estômago, náuseas. 

40. Audição
Perda das frequências baixas ou diminuição da acuidade auditiva. Acuidade é a capacidade acentuada de sentir e descriminar estímulos sensoriais.

41. Canal auditivo
Os pacientes referem a sensação de estar sempre tapado, como se fabricasse cera em excesso.
42. Zumbidos ou assobios nos ouvidos
Provêem de espasmos dos músculos tensores do tímpano e são muito incómodos, no mínimo. O ruído incessante torna-se obsessivo e acaba por dar a sensação de que se está a ficar louco. Há pacientes que descrevem também sons de campainhas, diminuição de audição e pruridos ocasionais.

43. Perda de força e falta de sensibilidade
Ao nível das mãos com predomínio unilateral sobre o 4º e 5º dedos. 
44. Formigueiro
Aparece muitas vezes nas mãos e mais raramente nos pés. Quando acontece nas mãos pode irradiar até às costas.
45. Síndrome do túnel cárpico
A fibromialgia pode provocar sintomas semelhantes aos desta síndrome. A síndrome do canal cárpico é uma condição causada por um aperto nervoso ao nível da face anterior do punho que às vezes provoca adormecimento, formigueiro  e dor no antebraço, mão e dedos.

46. Cãimbras musculares
47. Espasmos musculares

48. Pele
Pele seca e escamosa 

49. Comichão
Acompanhada de uma vontade incontrolável de coçar, principalmente nos pulsos e tornozelos.
50. Mudanças de coloração cutânea
Por vezes a pele fica com um aspecto marmoreado

51. Déficit de ferro
Pode causar queda de cabelo, unhas estriadas, secura da mucosa bucal, gretas nos lábios.

52. Circulação sanguínea
Parece alterada, com mudanças na coloração da pele nos lóbulos das orelhas, nas mãos e nos tornozelos. Os pacientes descrevem uma sensibilidade exagerada ao frio e ao calor. Dedos vermelhos ou brancos e gelados.

53. Inchaço nas extremidades
Este tipo de inchaço não tem a ver com articulações o que permite diferenciá-lo de afecções inflamatórias articulares. Pode aparecer nos dedos, mãos, pés ou pernas, normalmente num só lado.

54. Dificuldade em caminhar
É frequente precisar de apoio para caminhar, tanto com bengala como com a ajuda de alguém.

55. Torpor
Para além de facilmente cairem os objectos das mãos, o paciente com fibromialgia tropeça, choca com objectos e lesiona-se com facilidade.

56. Joelhos
Os joelhos dobram-se sem motivo aparente e sem pré-aviso. 

57. Vertigens e tonturas 
Impressão de perda de contacto com o solo, de não sentir os próprios passos.
58. Pés
Quando o corpo não está no seu eixo o pé não se apoia uniformemente sobre o solo. Os apoios são transferidos, quase sempre, para a frente, de tal maneira que o facto de se levantar ou andar causa lesões no pé e podem aparecer vários tipos de ferida: calos, bolhas e inchaços. Num estado avançado isto pode dar origem a uma fasceíte plantar a tal ponto que o portador de fibromialgia perde a vontade de usar sapatos ou caminhar.

59. Hipersensibilidade sensorial
Aos cheiros, à luz, ao ruído, ao calor, ao frio, ao meio ambiente.
Fotofobia - impossibilidade de suportar a luz forte, tanto natural como artificial.
Misofonia - sensibilidade ao ruído.
Alodinia - sensibilidade ao toque; um beijo, o roçar da roupa, podem ser doloroso. 
Hiperosmia - sensibilidade aos cheiros.

60. Hipersensibilidade imunológica
Parecem alergias a vários alimentos, medicamentos, aditivos alimentares, à poluição porém desaparecem sem tratamento. Pode originar congestão do nariz, picadelas e ardência nos olhos e lacrimejar.

61. Hipersensibilidade térmica
Sensação de muito calor no Verão e demasiado frio no Inverno. Extremidades brancas, não vascularizadas, que parecem não ter sangue. Mudanças de temperatura rápidas, de um extremo ao outro, sem razão aparente. Arrepios.

62. Suor abundante

63. Mialgias
Dores musculares que podem afectar um ou vários músculos do coro e podem resultar de causas muito diversas. Na fibromialgia as dores são espontâneas, difusas e podem aparecer sob várias formas como sensação de queimadura, de picadela, de puxão e sentem-se nos músculos, tendões, ligamentos e pele. Mudam de lugar e de intensidade. Podem estar relacionadas com o tempo, a humidade, o stress ou a actividade física. Não há nenhuma parte do corpo onde não apareça dor.

64. Dor de cabeça
Este tipo de dor também aparece de diferentes formas: como enxaqueca, nos seios nasais, unilateralmente, "atrás" dos olhos, como se houvesse sinusite que não mostra sinais nos exames radiológicos.
65. Dor à pressão temporo-mandibular

66. Dor torácica unilateral
Perceptível a mais ou menos 4 cm do esterno. Esta dor aparece quase sempre do lado esquerdo, sobre a 5ª costela e impede o paciente de encher completamente os pulmões de ar.

67. Dores musculares bilaterais, à pressão
O Colégio Americano de Reumatologia descreveu 9 pontos, bilaterais, dolorosos, em 1990. Quando 11 destes 18 pontos são dolorosos à pressão, o sujeito tem 88% de probabilidades de ser fibromiálgico.

68. Vulvodínia
Dor ou sensação de queimadura na área ao redor da abertura da vulva sem que haja um motivo aparente.

69. Endometriose
Presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, noutros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

70. Dismenorreia

A dor abdominal e/ou pélvica intensa que surge antes da menstruação ou coincidindo com a mesma, e dura aproximadamente 24 horas.

71. Diminuição da líbido
O desejo sexual hipoactivo é a diminuição ou ausência total de fantasias e de desejo de ter actividade sexual. Simplesmente, a pessoa sente que tanto faz ter sexo ou não, pois não faz falta para si. Há um grande sofrimento por sentir essa desmotivação e pelos problemas que causa a um casal. É indicada alguma forma de psicoterapia.

72. Diminuição da fertilidade masculina
Os transtornos hormonais no eixo hipotálamo-hipófise-gonadal diminuem a fertilidade.

73. Tiróide
Normalmente hipotiroidismo.

74. Urinar
Necessidade imperiosa e frequente de urinar, sem infecção - síndrome da bexiga irritável, que se complica que houver cistites (infecção na bexiga) frequentes. Na mulher é frequente a perda de urina ao menor esforço - andar, subir escadas, correr.

75. Exames médicos
- a fibromialgia não mostra alterações em radiografias, TAC ou ressonâncias magnéticas
- a fibromialgia não mostra alterações nas análises ao sangue normais
- a fibromialgia não mostra alterações se for feita uma biópsia

- O Dr. Jon Russel, do Health Science Center, da Universidade do Texas, afirma que a substância P. se encontra em quantidade acima do normal no cérebro dos fibromiálgicos enquanto que o nível de serotonina é inferior ao normal. A dopamina, noradrenalina, o GABA e todos os neurotransmissores têm valores anormais. O eixo hipotálamo-hipófise-suprarrenal está alterado assim como o sistema nervoso autónomo*.

*O sistema nervoso autónomo também chamado sistema neurovegetativo ou sistema nervoso visceral é a parte do sistema nervoso que está relacionada com o controle da vida vegetativa, ou seja, controla funções como a respiração, circulação do sangue, controle de temperatura e digestão. 
É também o principal responsável pelo controle automático do corpo face às modificações do ambiente. Por exemplo, quando o indivíduo entra numa sala com ar-condicionado que lhe provoca frio, o sistema nervoso autónomo começa a agir, tentando impedir uma queda de temperatura corporal. Dessa maneira, os pêlos arrepiam-se e começa a tremer para gerar calor. Ao mesmo tempo ocorre vasoconstrição nas extremidades para impedir a dissipação do calor. Essas medidas, aliadas à sensação desagradável de frio, foram as principais responsáveis pela sobrevivência da espécie em condições que deveriam impedir o funcionamento de um organismo. Assim se pode perceber que o organismo possui um mecanismo que permite ajustes corporais, mantendo assim o equilíbrio do corpo.

76 a 100. Parafernália de indispensáveis ao conforto e funcionalidade de um fibromiálgico :) =D
  • uma boa almofada
  • uma manta leve e quente
  • uma garrafinha de água
  • uma cadeira
  • medicamentos
  • óculos de sol
  • camadas de roupa para poder vestir e despir, conforme sente calor ou frio

  • etc., etc.,

Fonte: http://fibromialgiaempt.blogspot.com.br/2015/05/os-100-sintomas-da-fibromialgia.html

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Do fundo da minha alma, expurgando a dor que mais dói.







Se todos soubessem como é complicado ter que responder todos os dias a mesma pergunta: E aí, melhorou?." Eu: "..cri cri cri". Não tenho o que responder! Desejo do fundo do coração estar bem. Desejo livrar-me de tantas perícias médicas e ter que me explicar. É um sentimento de sufocamento. Luto a cada dia pra ser independente e evitar ser um fardo para alguém. Na verdade, não por orgulho mas por medo ou falta de jeito de ser cuidada. Não sei ser cuidada. Não entendo como isso funciona porque comigo, nunca aconteceu. É um frio na alma que acredito ter contribuído para estas dores físicas se instalarem no meu corpo. Questões psicossomáticas permeiam o meu corpo inchado, como um território, outrora utilizado em combate e que ficaram minas ali enterradas. Minas em cada inchaço, minas nos pés, punhos, ombros. Um cansaço de ter que cuidar deste corpo frágil que a qualquer momento, parece que vai explodir. Sinto minha vida, por vezes tão inútil, lutando contra a doença, sinto que sou um peso morto para quem  vier a estar ao meu lado. Sinto que tudo isto pesa. A cabeça séria, irritada a cada TPM.Haja saco conviver com alguém assim! Nem eu por vezes me aguento. Sinto que a Fibromialgia parece Carma de outras vidas. Talvez para que eu entenda que nesta vida, abaixe a minha cabeça e sinta que não sou nada mais que um ser humano limitado, que não encontrará a felicidade, NUNCA.Sinto muito porque não entendo o porquê deste prejuízo na minha alma e corpo. Sinto a minha obrigação de mãe que me chama a cada dia para realizar com amor e paciência o meu dever.E é por  tudo isto VIDA, que ainda estou aqui. Um desabafo sincero de quem tem lutado a cada dia contra a depressão. Longe de querer que alguém tenha pena de mim, pena é um sentimento desgraçado, e como eu disse anteriormente, eu não sei ser cuidada, não aprendi porque nunca fui. Agora teclo com dores nos braços, costas , cervical, lombar e pés. Que graça há nesta vida viver assim? Eu não vivo, eu sobrevivo. Todos os dias é matando um leão por dia. Mesmo no riso, o coração talvez sinta dor. No meu caso, não há um talvez e sim toda uma certeza. De toda dor que carrego no meu peito. Mesmo assim eu vivo, porque estou aqui, ora brincando de ser feliz, ora expurgando a dor em mais um desabafo.

Iracema Correia

domingo, 2 de abril de 2017

Entre saber o que se quer e agir em harmonia.






 " Não há vento favorável para quem não sabe para onde vai."


    É bom demais estabelecer metas na vida. Traçar planos em todas as áreas. Dizem especialistas financeiros que estabelecer metas e segui-las é fundamental para o sucesso. Já dizia Renato Russo: " Disciplina é liberdade." Sem dúvida. Porém estamos numa época em que qualquer pessoa que viveu em década atrás, poderia atestar veementemente que o dia foi cortado pela metade. Não são mais vinte e quatro horas e sim, doze horas, pelo menos ao que parece. Que fenômeno é este, não sei dizer, mas enquanto pensamos que estamos hoje de manhã, acordando, o dia já se deu por satisfeito e então "hoje" já não é mais. O amanhã chegou. Neste sobe e desce e tic e tac do relógio, nervoso e veloz, parece que nossos objetivos estão escapando por nossas mãos, na mesma rapidez que os dias passam. Não tem sido fácil tomar certas decisões,ser forte e agir de forma coerente com o que queremos. Nem sempre é fácil dizer não para um sentimento não correspondido e ser forte para dar um basta. Nunca é fácil! Parece que estamos desperdiçando tempo. Uma pausa neste raciocínio e vem a reflexão: O que é melhor? Qualidade ou quantidade?____
     Esta pressa para que a fruta amadureça vai forçar um sabor nada verdadeiro. Não há como comparar o sabor de uma fruta amadurecida no tempo certo com o sabor de uma fruta forçada ao amadurecimento precoce. O "doce mel" escorrendo pelos cantos da boca de quem saboreia uma fruta orgânica e amadurecida naturalmente, sem interferências, é quase um orgasmo para o paladar. Quantas vezes vemos frutas belas e enormes no mercado, mas a decepção ao degustá-la é tamanha, ante a falta de sabor verdadeiro. É esta graça que quero da vida. Saboreá-la de verdade, viver o real, o amor verdadeiro, sentido e tocado em sua intensidade. Chega de superficialidades. Quero e sei o que quero! Verdade, profundidade! Eureka! Putz! É isso! 
    Existem pequenas felicidades que podemos desfrutar ao longo do caminho. Nesta lista, certamente não incluiu o jogo da conquista cruel. Aquele prazer que para alguns é propagado aos quatro ventos de quantas ou quantos já foram conquistados. Prezo e respeito muito os sentimentos alheios, na mesma medida que espero que os meus também sejam respeitados. Pessoas não são objetos para serem descartadas. Que época é esta de pessoas rasas meu Deus? Onde estamos? Quanta gente vive buscando e rebuscando momentos como um viciado na adrenalina que a "droga" causa e quando não tem o momento desejado, sofre abstinência. Quanta falta de comprometimento! 
    Definitivamente não é este sentimento raso que quero. Momentos... é muita superficialidade! É muito pouco para quem tem muito à dar. Como sei? Porque tenho metas, e procuro agir em harmonia com o que quero. 

Iracema Correia

segunda-feira, 6 de março de 2017

O perigo de ver o outro pelos olhos alheios.



De repente, aquele amigo ou amiga deixa de ter as características que tanto admirávamos. E podemos até pensar que ele mudou. Pode até ser. Mas a mudança pode está ocorrendo dentro de nós influenciados ou não por fatores externos ou internos. Estes fatores externos podem ser oriundos de comunicações com ruídos,  de gente que gosta de colocar caramiolas nas nossas cabeças. Por pura maldade, talvez ou por imaturidade. A pessoa madura pede que analisemos sem causar interferências na nossa análise. O maldoso sopra no ouvido o veneno e se apressa em saber a resposta do seu ato perigoso. Há quem pense que o que falo não passa de teoria da conspiração. Assim como há quem quem observa, analisa e estuda  pessoas. Estudando antes a ele mesmo. E nesse autoconhecimento vislumbra a possibilidade ainda que remota de conhecer a si e aos que lhe rodeiam. Isso é maturidade que nada tem a haver com  os anos vividos.

Iracema Correia

domingo, 5 de março de 2017

O que não é definitivamente um amigo.





Quando alguém diz ser seu amigo é porque ele sabe uma boa parte da sua luta. O que lhe dói o que lhe machuca, conhece suas cicatrizes porque Você ao confiar,desnudou a própria alma. É assim que fazemos quando permitimos que alguém tenha a nossa amizade. O que fazer quando este dito cujo amigo, mexe impiedosamente na sua ferida? Quando se torna amigo de quem lhe maltratou? Ou até o defende? A ferida é mexida e não raro volta a abrir. Mais forte desta vez, por conta do peso da traição.  Ei! Tem alguma coisa errada aí!  Amigo não faz isso. Amigo, cuida da ferida. E não deixa ninguém te machucar.

Iracema Correia

Amizade não é troca de favores.





Amizade verdadeira não é troca de favores onde o amigo fica lhe devendo um bem que você faz à ele. Quando somos amigos não precisamos dar explicações enormes simplesmente porque não podemos atendê -lo . Não somos obrigados a nada. A amizade verdadeira é movida  pelo interesse verdadeiro em ver o outro bem, contribuir pelo bem estar coletivo e NUNCA violentar a si próprio e as suas vontades com medo de dizer um singelo NÃO. Não devemos nada à um amigo verdadeiro em troca do bem que ele nos fez. Ele fez ou nós fizemos por livre e espontânea vontade, sem pressão,  sem cobranças. Assim, tudo flui suavemente. E o que é verdadeiro continua o que não é acaba-se. E o mal pela raiz é cortado. Relações pautadas em troca de favores são vampirescas, enfraquecem a nossa energia. Queremos amigos que possamos juntos, evoluir.

Iracema Correia

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

A raiva nada mais é do que o medo de ser descoberto.







    Pessoas reagem todo o tempo por medo. Receio de que sejam reveladas as suas fragilidades ou os seus fingimentos de falsa bondade, falsa compaixão. Quando acuadas, reagem. Todo mundo que está inseguro com alguma coisa e é colocado contra a parede ou diante de uma situação para ela, desconfortável, reage. Normalmente cada uma reage de formas diferentes. Demonstra a raiva de formas particulares. Vingança, pirraça, ofensas gratuitas, sarcasmos e por aí vai. Como diz um ditado, “ Só recorre aos gritos quem não consegue triunfar com a razão.” O autoconhecimento é a chave mestra para transformar pessoas reativas em pessoas mais seguras de si, que não deseje  interpretar um papel diante da sociedade para ser aceita ou receber o título de boazinha. É tanta máscara e papéis encenados que se não tivermos um mínimo de clareza, talvez confundamos quem é quem. Não falo de falta de civilidade, de um indivíduo que pensa que deve sair por aí dizendo o que pensa sobre os outros, normalmente este último, quando confrontado com a opinião alheia sobre si próprio, reage de forma agressiva, pois não se enxerga. Quem muito olha os defeitos dos outros quer passar uma imagem de perfeição. Quem muito desdenha , quer comprar, como diz o velho ditado. E não tem sido raro sermos obrigados a conviver com pessoas assim. Somos forçados literalmente. No trabalho, escola, etc. Suportar um chefe autoritário, um(a) colega invejoso(a), ou vários num ambiente só, é muita energia ruim junta. E por vezes levamos para a nossa casa que deve ser antes de mais nada, um santuário, um oásis de paz e sossego. Acredito que devemos confiar na nossa intuição, ela sempre nos avisa, o coração não acalma quando não estamos entre pessoas amigas de verdade. É bom ficar de olho sempre no que a pessoa faz, principalmente quando ela está no meio de outras que não simpatizem conosco por quaisquer motivos. Nestas horas, as máscaras costumam cair. Por fim cito um pensamento do filósofo Ralph Waldo Emerson:

"É fácil no mundo viver conforme a opinião do mundo.Igualmente é fácil, na solidão, conservar a sua própria opinião.O grande homem é aquele que, no meio da multidão,  conserva com perfeita serenidade e nobreza a mesma opinião que que teria na solidão."


As pessoas citadas acima neste pensamento, são aquelas bem resolvidas, maduras, que evitam encenar papéis para agradar uma sociedade doente que vive disputando entre si em guerras criadas pelos seus egos inflados, mentes anoréxicas e autoestima muito baixa. Por certo, precisamos elevar a nossa convivência, selecionando melhor com quem iremos caminhar nesta longa jornada que é a vida.

Iracema Correia

sábado, 21 de janeiro de 2017

A vida é uma eterna adaptação”












Recebi pelos Correios este livro de autoria do Dr. Antonio Carlos Althoff, reumatologista especialista em Fibromialgia e dor, entre outras especializações. Estudioso da dor e que lançou esta obra com o intuito de ajudar os portadores de Fibromialgia a se adaptarem ao dia a dia. Dr. Antonio Carlos Althoff faleceu em dezembro de 2016 e a sua filha, em sua homenagem, resolveu doar aos portadores de Fibromialgia esta obra. Chorei muito, mas de emoção pelo carinho, respeito e atenção que nos foi dispensados neste ato tão generoso e grandioso. Deus vos abençoe! Imensamente grata.

Iracema Correia


terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Gente Sadia








    Gente saudável de alma tem calma, vive sem pressa para provar nada, enxerga mais qualidades do que defeitos nos outros e toda lição que aprende, quer nos bancos da igreja, faculdade, templos, etc., primeiro olha pra dentro de si, penetrando sua alma em busca do tão valioso autoconhecimento.
    Gente sadia não atribui más motivações às outras pessoas, evitando olhar o outro de um prisma particular, afinal tudo é ponto de vista. 
    Gente sadia é honesta nos sentimentos, quando sente inveja, sente, reconhece e transforma esta energia ruim em impulso para alcançar os seus desejos.
    Gente sadia evita mentir, primeiro para si mesmo, porque se respeita, quem não se respeita  também não sabe respeitar o outro.
    Gente sadia não manipula ninguém para conseguir o que quer, seja por meio de palavras ou ações.
    Essa gente toda aí de cima não gosta de mentira, nem a tal mentirinha social, isto não significa que esta gente sai por aí contando suas intimidades ou abrindo o verbo sobre o que pensa a respeito dos outros. Não faz isso, porque tem paz de espírito, não precisa de plateia para inflar o seu ego. 
    Uma alma saudável evita parcerias sem caráter, é aquelas pessoas que já provaram por A mais B diante de algumas circunstâncias que precisam de cúmplices e que acham que a vida é um eterno jogo onde elas precisam sempre ganhar, com a última palavra, com  sua vontade atendida, obrigando o outro a fazer o que ela quer porque se não, rola ameaça, qualquer ameaça.
    Estamos precisando, urgentemente de mais pessoas sadias. Curioso é que os vídeos de autoajuda são os menos curtidos comparando com os besteiróis que em sua maioria nada acrescentam na vida.
    Há quem olhe para pessoas que tomam medicações para problemas mentais e caçoem delas porque as encarem como doentes mentais. Infelizmente a quantidade de doentes mentais é muito grande no mundo, porque só uma minoria procura ajuda, enquanto outros "sadios" são os causadores de muitos dissabores e adoecem as pessoas do seu convívio, cansam com tanta dificuldade para conviver. 
    Por fim, gente sadia aprende que apesar das fases turbulentas da vida, onde muitas vezes ' a mera opressão faça o sábio agir como louco' parafraseando um texto bíblico, não deve ficar ou se sentir triste mas usá-la como lição. Parece meio chato quando estamos diante de um problema e alguém diz: "tudo que acontece de ruim é pra melhorar, tem uma lição ou é para depurar a alma." No momento das aflições é muito chato mesmo ouvir isto, mas se tivermos uma atitude de escuta e observações saudáveis, perceberemos o seguinte: 

_ Quem chegou junto de verdade quando você clamou por ajuda?
_ Quem só quis saber?
_ Quem só se aproxima nos momentos ruins e some nos felizes ou vice versa?
_ Qual foi a saída mais viável e como chegou  à ela?
_ O que aprendeu com isto?
_ O que fazer para evitar se possível, que isso volte a se repetir?

    Notemos que são muitos que se chegam para saber informações de problemas que ocorrem em nossas vidas, afinal, notícias ruins dão mais IBOPE . Ser um agente transmissor delas, para quem tem baixa autoestima é se sentir útil. Se afaste desta gente doente que não reconhece a sua doença inserida na alma. Se afaste de quem finge que é seu amigo e te deixa na mão quando mais você precisa. Cerque-se de pessoas saudáveis, de gente que mesmo com o físico doente tem uma mente tão saudável que com um simples ato, resolve seus problemas num piscar de olhos, da maneia que realmente pode. Seja saudável também, físico, mental e emocionalmente falando. Afinal, semelhante atrai semelhante. Eu quero atrair 


GENTE SAUDÁVEL

Iracema Correia

   





sábado, 7 de janeiro de 2017

Um por todos e todos por um!



Sempre dizia aos meus alunos na aula de História : Hitler não agiu sozinho, era apenas um  homem, louco e obstinado , infelizmente tido como líder. .. alguns o chamavam de My Fuhrer "meu paizinho, líder,  condutor, guia" 😕,Heil Hitler!!! 😕 hoje vemos cenas assim bem pitorescas, políticos endeusados, curioso que esta semana assisti  mais uma vez, o Homem da Máscara de Ferro e mais uma vez fiquei fascinada com a cena em que o exército recusa lutar contra D'Artagnam o líder  e treinador deles,  mesmo desobedecendo o déspota do príncipe : " Um por todos e todos por um" Fantástico! !! Atitudes fracas e egoístas são muito comuns entre a humanidade porque vivemos num mundo bélico, que não percebe a abundância do universo e de que há espaço para todos. Além do mais, os que eram e são cúmplices de desonestidade e injustiças, não serão livrados das consequências dos seus atos. Afinal, "A Lei do retorno é a mais imutável das Leis Universais." 
Um povo pobre politicamente e desunido é um povo fraco. 😕

Iracema Correia

domingo, 1 de janeiro de 2017

Sobre pessoas e hábitos.


DE QUEM GOSTA DE MIM



  Valorizo por demais o caráter de uma pessoa. Este caráter é analisado por mim em pequenas coisas, afinal não são nas pedras grandes que costumamos tropeçar. Cada dia que se passa é perceptível a pouca atenção aos bons hábitos. Poucos sabem receber alguém nas suas casas, fazem uma festa e a mesma fica solta sem um responsável ou um mestre de cerimônia. Muitos não percebem que fazer cerimônia é ter a delicadeza de servir desde um cafezinho à uma distração, como ver fotos antigas por exemplo, tocar um instrumento, entreter com conversas  ou músicas edificantes os convidados, oferecer uma água, etc. Os bons hábitos de sentar na frente da casa ao calor e luz de uma fogueira para contar "causos" ou numa roda na sala, sem a interferência de mensagens de celulares ou até da intromissão da vida dos outros como roteiro.Sinto falta de papos edificantes com pessoas edificantes, que aumentem o meu conhecimento e meu prazer pela vida. Estou correndo de convites para festas chatas com pessoas que nada acrescentam na minha vida. Quero edificar-me, aguçar o prazer pela leitura , arte em geral com quem valha a pena. Tá tudo tão superficial que quando somos educados com alguém, receptivos, as pessoas nos olham com espanto, como se fôssemos de outro mundo. Estou na certeza de que sim, sou de outro mundo. Um mundo mais polido, mais fino, onde pequenos gestos ainda são valorizados. 

Eu vejo a vida mais clara e farta
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão

    Pessoas reclamam o tempo todo disto mesmo que eu reclamo, mas a diferença é que poucos agem. Muitos têm vergonha de fazer gestos bonitos e serem "mal interpretados". Um homem ser cortês com uma mulher e achar que por isso ela vai lhe achar um fraco. Se alguma mulher reclama da cortesia de uma homem é porque ela realmente não o merece. Da mesma forma uma mulher que age com carinho e respeito com um homem a quem ela admira não deve ter receios de ele a achar bôba, melosa, pois um homem que pensa assim também não a merece. É necessária sem dúvida a equalização nas relações. Estou nesta vibração. Dando a medida do que eu recebo. Desistindo de quem eu já insisti para estar na minha vida, quando na verdade se não quer ficar é porque não se adequou com a situação. Que situação? São tantas ora bolas. Eu por exemplo tenho um senso de alteridade muito grande que beira a fidelidade canina e espero isso dos meus poucos amigos. Tenho muitos conhecidos e muita facilidade de criar vínculos que alguns chamariam de amizade, mas só com raros mantenho, porque coisas pequenas são muito importantes para mim. 
    Recentemente algo muito chato aconteceu em minha vida, onde sofri uma tremenda injustiça, o que para uma pessoa metódica como eu, machuca muito. Para muitas outras que pra nada ligam, tanto faz, para mim que tenho este senso de empatia e compromisso com a vida e com o outro, foi como uma dor muito forte, nesta época, ainda via as pessoas por mim, porque é assim que enxergamos a vida, a partir da nossa visão. Se somos espertos, experientes ou maldosos, olhamos todo mundo assim, ao contrário, a mesma coisa. Tinha uma visão muito romântica da vida. Precisei apanhar muito para descobrir que " as nuvens não eram de algodão", foram surras cruéis! A pior de todas elas foi descobrir que justamente o que eu mais cultivava na minha vida, a empatia, era justamente o que mais faltava nas pessoas. O querer estar no lugar do outro, sentir a dor do outro. É aquela velha máxima " pimenta nos olhos dos outros é refresco". Nunca quis ver como refresco uma pimenta nos olhos de quem chora de incômodo, é ser muito pobre, egoísta. Infelizmente conheci o dissabor de perceber o quão estou sozinha neste mundo de bilhões de pessoas, o quanto dói uma pessoa dizer que é seu amigo e manter ao mesmo tempo estreita relações com pessoas que lhe machucaram. Porque eu sou assim e defendo os meus amigos de verdade, como cada dia estes estão diminuindo, tenho procurado me envolver menos com quem tem menos para me dar. Ofereço um banquete da minha amizade hoje apenas à quem já provou que merece estar em minha vida, os demais, vão passando. Não esperem de mim tratamento igual.Hoje e sempre serei fina, educada, simpática, carinhosa, amorosa e elegante para quem sabe o que realmente estas palavras significam, para os demais ofereço apenas a minha  boa educação.


Iracema Correia