domingo, 31 de janeiro de 2016

A incompreendida Fibromialgia.





Dois profissionais me perguntaram se não estaria sendo ruim para mim, este tempo afastada do trabalho. Tipo: Mente ociosa. Se não pioraria mais ainda o quadro. DEIXA EU "TE" EXPLICAR UMA COISA:

Há uma diferença entre estar inativo no trabalho e estar ocioso na vida. Ócio comigo não combina, ao mesmo tempo que a rotina escaldante de acordar  todos os dias e bater cartão no trabalho, também não tem nada a haver comigo e ultimamente tornou-se um grande desafio. Sou do tipo que valoriza qualidade em detrimento de quantidade. Sou pró ativa, até demais da conta, do tipo de profissional que exerce várias funções ao mesmo tempo, extremamente metódica que tem horror a desorganização, marasmo e bagunça. A menos que esta bagunça seja organizada, como sempre fiz com meus alunos. A bagunça tinha uma razão de existir, temporariamente, a fim de a criação então surgir. Mas o ponto em questão aqui não é este. Dizem alguns profissionais especializados na Fibromialgia ( o que é praticamente nula esta possibilidade, pois a fibro ainda é uma grande incógnita), que a mesma é uma Síndrome da mulher moderna. Discordo totalmente. Pois desde adolescente, já sentia todos estes sintomas insuportáveis,mas cada vez , quando ia no médico, naquela época, era sempre a mesma coisa. Ou era Artrite reumatoide por suposição, ou eram dores do crescimento. Enfim, o que mais me incomoda é ouvir médicos que se dizem especialistas, mandar que os fibromiálgicos, malhem, mesmo com dor,daí eu paro e penso em uma das meditações da escritora Louise Hay, onde ela nos incetiva a sermos carinhosos conosco e em não maltratar o nosso corpo, o que dirá então de um corpo que parece ser feito de cristal. Eu  me alongo, procuro me alimentar dentro das possibilidades, bem, simulo caminhada no aparelho, leio muito, mas muito mesmo, cera de três livros ao mesmo tempo e audiobook, que ponho enquanto faço as coisas na casa, com dor, cuido de mim, da minha filha, das minhas finanças, de tudo. Acredito que não cabe mais em mim o peso de qualquer coisa que venha a me sobrecarregar. Afinal nem sempre contamos com chefes compreensíveis e ambientes de trabalhos bem energizados. Absorvemos muito a energia do ambiente. Quem tem fibromialgia vive tonto, com insônia, irritado, inchado, cansado, suado, deprimido, enfim. O ócio para o fibromiálgico é necessário e muito, pois de cada um dia que faço algo que para qualquer pessoa é normal, como lavar o cabelo, fazer compras, varrer uma casa, etc. Eu preciso descansar mais um. O suor goteja em meu corpo gelado e com intensidade, como se eu estivesse correndo numa maratona numa temperatura de 40 graus C. Durante este tempo, tenho me conhecido melhor, testado terapias alternativas, pensado mais na vida e nas melhores decisões, conversado muito com meu Deus e Pai, pesquisando soluções e em uma dessas encontrei, o Movimento Certo no Youtube do Thiago Nishida, fisioterapeuta que orienta alguns exercícios e alongamentos ´para a Síndrome do Túnel do Carpo. Pequenos exercícios nos ombros e braços que me cansam , mas ajudam-me na terapia. Pessoas abençoadas e iluminadas que Deus coloca em nossos caminhos para nos ajudar. Enfim, o próprio profissional que me fez a pergunta, se desculpava ao mesmo tempo dizendo: " Já basta a Fibromialgia não é ?". Pois é, o problema é que a nossa sociedade não valoriza o ócio, dizer que está sem tempo é sinônimo de vida, virtude. Como se fosse um troféu de reconhecimento ao operário padrão, bem do estilo daqueles do filme Tempos Modernos. Não é bonito. Chaplin apresentou os tiques nervosos resultantes de uma carga horária desumana. Isso não é motivo de orgulho. Muitas crianças crescem sem conversar com os pais, sem nem mesmo conhecê-los direito, pessoas tem casas lindas e não usufruem. Casais se vêm mas não namoram mais, com tanto tesão como antes. O carinho não tem espaço, para tantas outras coisas. Precisamos viver, sentir, sem pressa, pois o tempo vai passar de qualquer jeito, mas o corpo vai reclamar todo mal que fizermos a ele. A fibromialgia também está intimamente ligada a infância, ambientes hostis, pressão psicológica, tudo isto e muito mais. Será que vamos querer nossos futuros filhos assim também? Prioridade para mim é a família, a saúde. Se algum emprego não me der esta chance, pra mim não há lugar para ele em minha vida. Aprendi com a fibromialgia a me amar mais ainda, a zelar pelo meu templo que é o meu corpo, fugindo de coisas e pessoas negativas para não mexer com o meu emocional. Digo pessoas negativas aquelas que não querem, visivelmente o meu bem, infelizmente, muitos ainda precisam se tocar, se conhecer melhor, espiritualmente falando. Enquanto não reconhecem isto, prejudicam a si e aos que estão ao seu redor, preciso portanto me blindar. Ter fibromialgia é ter sensibilidade extrema, além da conta, é sentir tudo no seu ápice, amor, dor , tristeza, alegria, angustia,,etc. Se você ama alguém portador desta síndrome, ame mais ainda , redobre a sua atenção, pois tudo que precisamos é de atenção e compreensão. O retorno virá em forma de muito amor e gratidão.


Iracema Correia

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Concordo com o sistema de cotas, desde que seja TEMPORÁRIO E EFETIVO.



Talita Barreto com Dú Penterson e Lívia Teodoro.
75 seguidores
Ontem às 14:30
Mostrando pra minha mãe essa reportagem ela me disse:
- AHH EU DEVIA LEVAR PRA FULANA (dona da casa aonde ela trabalhou por anos) E ESFREGAR NA CARA DELA!!!
- uai, pq mãe??
- Por que quando você era pequena a filha dela que sempre estudou em escola particular e sempre levou pau perguntou pq que você, que tinha a mesma idade, tava mais adiantada que ela, a Fulana respondeu assim "ah não liga não que esse povo de escola pública passa sem saber de nada"
Eu respondi:
- LEVA MESMO MÃE E ESFREGA NA CARA DELA QUE EU VO ESTUDAR NA FEDERAL ENQUANTO A FAMÍLIA DELA AINDA TEM QUE PAGAR A FACULDADE PARTICULAR!!!
E pros que acham que as cotas raciais desnecessárias saiba que elas não são sobre capacidade intelectual, é sobre ter acesso à um espaço que é meu e dos meus irmãos negros por direito, que por anos nesse Brasil nos foi negado, como não temos acesso a muitos outros espaços pelo simples fato de sermos pretos.
Seguiremos em Luta 😘

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/cotistas-superam-notas-de-nao-cotistas-no-vestibular-da-ufmg


Após alguns comentários superficiais e recheados de nada e ignorância do tipo," ..então prova-se que as cotas não servem pra nada." Mais uma vez exponho a minha opinião sobre o tema, respeitando claro as opiniões EMBASADAS de outrem.

O sistema de cotas é antigo, faz parte de uma teoria de equidade do filósofo norte-americano Rawls que há décadas, passou a vida estudando a possibilidade de se criar uma sociedade mais justa. É baseada nela que foram criadas tais políticas. Como reparar anos de injustiça? A palavra é REPARAÇÃO.Ajuda, suporte, enquanto o outro que foi derrubado , possa se levantar aos poucos. Quando finalmente ( só Deus sabe quando) ocorrer a REPARAÇÃO total, então sim, alcançamos a igualdade. Falo, neste caso, em especial, da escravidão e suas consequências. Quanto a Escola Pública, está sucateada porque é mais interessante para o governo a administração da pobreza do que a erradicação da mesma. NÃO HÁ NECESSIDADE ALGUMA das Escolas Públicas estarem assim, pois os melhores profissionais estão nelas, muitos mestre, especialistas e etc. Há profissionais comprometidos com a Educação e há os comprometidos com os políticos que lhe deram outros cargos. Cabe a nós fiscalizar, exigir e conhecer os nossos direitos. E parabéns para esta garota, acredito na Escola Pública, sou originária dela, e a minha filha também estuda em uma.

Para de infestar o ambiente com suas energias negativas. Liberte-se!





Amo gente bem resolvida, e se não conseguiu a resolução , PROCURE. Não jogue no outro sua energia negativa de problemas mal resolvidos. A solução do problema está sempre nele mesmo. Aceite-se, respeite o outro, assuma seja lá quem você for. Pare de infestar o ambiente com neuroses, fofocas,críticas, ciúmes, invejas, perseguições. Liberte-se e libere o outro para viver num ambiente de paz e tranquilidade. Viva o tal ANO NOVO a cada dia, renovando-se e tornando-se uma pessoa melhor para si e em consequência, para o outro. Ame-se e não adianta dizer que se ama, pois quem de fato é feliz, consegue irradiar uma paz inconfundível aos que estiverem ao seu redor. O sorriso é fácil, sem ironias, é uma pessoa bem resolvida, tranquila que vive em paz. Ah! Não confundam depressão com mal humor, ambos necessariamente não estão ligados. Depressão é patológica, onde o cérebro carece de fabricação suficiente de serotonina, substância esta necessária para o bem estar. Alguns precisam tomar estas substâncias e por inteligência, procuram ajuda médica. Não é vergonha. Vergonha é agredir e maltratar os outros porque não consegue resolver seus dilemas internos.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Buscando o amor ideal.Procurando nossos semelhantes!




    Bater de frente, querendo que alguma pessoa volte a ser como ela era um dia ou desejar que esta mesma pessoa nos trate como desejamos, sem dúvida alguma é uma tarefa exaustiva ou impossível. Cada pessoa tem o seu momento onde se descobre, e isso é muito bom. Viver uma vida inteira sem mudanças é praticamente impossível. Circunstâncias vem e vão, nos ensinando e apresentando novas formas de se viver. Dentro do ponto de vista moral, não existe o certo ou o errado, pois até onde sei, a moral é construída de acordo com cada cultura. Mas como seres sociáveis, precisamos nos enquadrar, melhor dizendo, nos adaptar, a fim de nos encontrarmos e nos identificarmos no outro, Encontrar o nosso meio, no popular. 
    A forma de se relacionar, também varia de acordo com cada cultura. Em alguma orientais por exemplo, o homem que se casa com várias mulheres é considerado como generoso. Na nossa cultura ocidental, é bígamo, e mesmo, quando abertamente fala isto e as esposas sabem e aceitam, como em vários casos já relatados, a nossa sociedade condena como algo imoral. Existem inúmeras situações, muito polemizados ultimamente, que não são aceitas pela nossa sociedade padronizada. Assuntos que rendem muito pano pra manga e  inúmeros processos. Parto do princípio hoje, como uma pessoa que se permite aprender e reaprender, que a melhor forma de não sofrermos nos relacionamentos é buscar os nossos semelhantes. Não digo propriamente alma gêmea, pois isto é complicado, tendo em vista de que somos complexos demais para enfim, encontrarmos alguém tão semelhante assim, a ponto de ser gêmeo, excluindo sim no sentido físico, como sabemos,embora as digitais, DNA's, etc., combatam tal afirmação. 
    Observar relacionamentos desgastados, casamentos, namoros em que um lado e outro puxa de todas as maneiras o seu parceiro ao ponto de finalmente, este entender, compreender, aceitar, satisfaze-lo de forma que o "complete" que o deixe feliz, por  vezes para algumas pessoas, se torna uma tortura. Isto porque não percebemos que o nosso parceiro amoroso talvez não comungue conosco em vários pontos e, pelo medo, fechamos os olhos a isto, desejosos desta felicidade utópica talvez, ou da esperança de que o outro mude. Cada pessoa muda, mas a mudança só é real, quando ELA quer mudar, enquanto isto, o resto soará falso. Então o que fazer? Ninguém tem receita de bolo no quesito relacionamentos amorosos. Mas, achei extremamente pertinente, compartilhar estas sábias palavras, entre tantas, que encontrei no livro Os seis Caminhos do amor, do autor Alexey Dodswhort:

" É preciso diversidade neste mundo já tão repleto de absolutismos e utopias tirânicas, tão saturados de tanta filosofia, de tanta "razão". Chegou a hora do teatro da vida, com todos os seus intensos e extremos personagens. Mas, se não quiser que a sua história seja uma tragédia ou uma comédia, busque seus semelhantes e respeite os diferentes (...) Mas, se doer demais, talvez isso ocorra porque você não encontrou um parceiro que o ajude a polir a face específica do amor que lhe interessa. Lembre-se, então: semelhante cura semelhante. Mergulhe em sua face do amor bem acompanhado e não queira ser tudo."


Entendo assim que cada um de nós apresenta em menor ou maior grau várias formas de amar, gostamos de pessoas que revelem características que nos sejam parecidas. Há pessoas que querem viver apenas paixões intensas temporariamente, cruzar com uma pessoa desta e esperar um amor de conto de fadas é no mínimo desejar sofrer. E por aí se vão vários exemplos, uns são amores amigos, outros amores amantes, etc. Buscar esta harmonia é encontrar o amor ideal para nós.

Aproveitem a vida, da maneira em que entenderem, sentir esta tal felicidade.

Iracema Correia


sábado, 16 de janeiro de 2016

Meu branquinho Goxtoooso




Te como
Me lambuzo
Te saboreio
Nutro-me
Vc me faz ficar em forma :O
Sou doida por ti
Meu branquinho goxtoooso.
E sei que vc é bem melhor pra mim quando está virgem, EXTRA VIRGEM. rsrsrsrs.

Ei...tá pensando no quê?
Tô falando do
Coco
óleo de coco
Leite de coco
Água de coco
Maravilha dos céus, em abundância na minha Bahia, oxente!! :)

Limpa e hidrata pele, os cabelos.
Ajuda a emagrecer.
Deixa qualquer moqueca goxtooosa, cocada nem se fala, acompanhado com um bolo de chocolate, coisa de loko. Beber a água alimenta, hidrata, limpa o organismo, sem falar que é refrescante. Maná moderno....só não pode cair dos céus enquanto estivermos embaixo. Aí ...um abraço! Use e abuse sem moderação.

Iracema Correia





quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Hoje..hum..eu só quero te beijar!



Os botões da blusa
que você usava
E meio confusa
Desabotoava
Iam pouco a pouco
me deixando ver
No meio de tudo
Um pouco de você
Nos lençois macios
Amantes se dão
Travesseiros soltos
Roupas pelo chão
Braços que se abraçam
Bocas que murmuram
Palavras de amor ...



Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida
Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope
Vou atender aos seus apelos
Antes que o dia nos sufoque
Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço
Depois de toda cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço
Sem me importar se nesse instante
Sou dominado ou se domino
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino
Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer
E na grandeza desse instante
O amor cavalga sem saber
E na beleza dessa hora
O sol espera pra nascer

Parece ...quer dizer, com certeza o Roberto Carlos estava inspiradíssimo quando escreveu estas belas canções. É inevitável não viajar por momentos maravilhosos a medida em que ele narra com riqueza de detalhes a relação íntima entre duas pessoas apaixonadas: " Vou cavalgar por toda noite... me agarrar aos seu cabelos.." Bocas murmurando palavras de amor. Que momento célebre, quando duas pessoas que se querem verdadeiramente se conectam. Desejosos tanto de invadirem um o corpo do outro. Troca de olhares que são capazes de dizerem mais que palavras. Um olhar que vai fundo na alma do outro. Beijos molhados, corpos suados, momentos em que o prazer maior é a energia sentida pelo toque, sensações enlouquecedoras e prazerosas que estes toques dão. O corpo responde bem melhor, quando há sentimento envolvido. Não apenas o prazer pelo prazer. Mas o prazer de " viver o êxtase de ser amado... " Espero que as músicas que eu citei agora, possam expressar o meu desejo de te ter neste momento. Leia, releia, reviva e deleite-se...


Se vuoi ti acompagno, se vuoi
La scusa più banale
Per rimanere soliti, io e te


Para alguém muito especial
Iracema Correia


terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Ela quis sentir a troca de energia!



Entenda uma coisa:

Não existe mulher que "dá" no primeiro encontro 
Existe mulher que faz sexo quando está com vontade.
Ela não te "deu"
Ela nunca te pertenceu 
Então não venha com essa de "ela deu pra mim"
Porque na verdade, ela não foi sua.
Ela não conta primeiro, segundo ou terceiro encontro 
Ela valoriza os momentos 
Ela valoriza as conversas 
Os sorrisos 
Os olhares 
Ela valoriza aquilo que desperta vontade 
Aquilo que desperta tesão em viver.
Se ela fez SEXO com você
É porque ela quis.
Não pense que ela faz sexo com todos 
Ou pense se quiser 
Até porque isso não é da sua conta.
Você não "comeu" ela 
Ela ainda está inteira 
Ainda ri de coisas bobas na TV
Ainda lê um livro antes de dormir 
Ainda sai com suas amigas no sábado a noite
E almoça na casa dos pais no domingo.
Você não "comeu" ela
Porque gente não se come
Se sente.
Ela não saiu por aí gritando para todos 
O quanto a transa de vocês foi ruim
Ou o quanto você foi grosso com ela
Ela não precisa dividir isso com ninguém 
Então porque você precisa?
Pra se sentir mais "macho" ?
Pra se sentir mais "homem"?
Não cara
Ela não é metade do que você pensa
Ela é tão extraordinária
Que nem cabe dentro dos seus pensamentos.
Ela não te ligou
E ela não estava esperando você ligar 
Ela não precisa da sua aprovação
Ela não precisa saber se foi bom pra você 
Porque se tiver sido bom para ela
Ela vai fazer acontecer de novo.
Não, ela não estava bêbada 
Nem drogada 
Ela fez porque quis 
Porque tava afim.
Quando ela se arrumou naquela noite
Ela já sabia que seria pra enlouquecer 
Ou enlouquecer alguém
E pode ter certeza que você não a enlouqueceu.
Você não ganhou ela na sua conversa fiada 
Ela foi porque tava afim
Porque ela te escolheu.
Não saia por aí dizendo que você a ganhou
E que você ganha a hora que quiser.
Ela não te viu como um pedaço de carne 
Ela não enxerga ninguém assim 
Ela gosta de conexões 
Nem que seja só por uma noite
Ela gosta de se sentir ligada a alma de alguém
De sentir o calor 
De olhar nos olhos 
De sentir prazer físico e emocional 
E se ela tiver te achado vazio demais 
Não vai rolar de novo.
Você pode rezar 
Implorar 
Mandar flores
Ela é decidida 
Tem personalidade forte.
E no dia em que ela se casar 
Vai ser com um cara de muita sorte 
Porque de todas as conexões 
Aquela terá sido a mais forte 
Ele terá sido a alma que ela escolheu 
E os dois serão eternamente enlouquecidos 
Um pelo outro.
E você?
Ah cara,
Você vai continuar perdendo tempo 
Falando por aí das mulheres que você acha que comeu 
Vai continuar perdendo tempo achando que ganhou alguém 
Você vai acabar sozinho 
Porque nunca soube se conectar 
Nunca soube sentir a alma de alguém."

-Helena Ferreira.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Amizades? São as circunstâncias quem definem.



"Amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração, assim falava a canção..."

O elo mais importante entre pessoas que não possuem laços consanguíneos. É a família que a gente escolhe. É o amor amigo que escolhemos viver por toda a vida. E se ainda não durar por toda a vida, esta amizade manterá as questões do casamento falido de lado e seguirá com uma amizade. Mantendo-se respeito entre as partes. Isto não é, sem dúvida alguma, uma utopia. É uma questão de cultura, de educação, de como concebemos a amizade. Amizade sim é algo cultural, construído e dependendo do meio em que formos criados podemos sim ou não valorarmos o nível da mesma. Não consigo conceber amizade de forma leviana, portanto, não chamo qualquer um de AMIGO. Até os contatos nas redes sociais, são apenas contatos, pois dentro destes, existem e talvez poderão ali desenvolver grandes amizades. Digo isto pois, somos seres circunstanciais.E são estas circunstâncias que nivelarão o grau de uma amizade para mais ou para menos. Pela convivência, é muito comum, um colega de escola, trabalho,faculdade, irmão de Igreja ou até alguém da vizinhança, do condomínio, rua, bairro, faculdade, etc. vir a estar mais próximo de nós TEMPORARIAMENTE. Isso porque as circunstâncias, os interesses imediatos, assim permitem tal elo. Quando estas mesmas circunstâncias mudam, a exemplo,sair do trabalho, faculdade, etc. a convivência enfraquece, e só resiste o que é real, o que não ficou só ali, dentro do núcleo de convivência. Há também o caso de circunstâncias tanto negativas quanto positivas que ajudarão a nivelar estas supostas amizades.Uma doença, uma demissão, ocasionando, por sua vez, a queda do padrão de vida anterior, um rompimento familiar, uma acusação no trabalho, etc. e pelo lado positivo, cito  o inverso das situações citadas anteriormente. Uma ascensão no trabalho, ocasionando uma elevação no padrão de vida, uma aparência melhor, status de pessoa bem sucedida e por ai se vai. Enfim, da maneira como essas pessoas se comportam, dizem muito sobre o que elas oferecem dentro do seu "pacote de amizade". Eu aceito este "pacote" se me interessar o que há dentro dele. Não concebo como um amigo, uma pessoa que em um  dado momento, apresentava suposta lealdade a mim e de repente, na minha ausência, goza de excelentes relacionamentos com pessoas que me feriram, que me prejudicaram no passado ou no presente. É inconcebível compreender um nível de amizade assim.É humanamente incompreensível. Penso que, quando alguém fere alguém querido meu, de forma deliberada por interesses escusos, esta pessoa não têm caráter e por sua vez, não é digna de minha amizade, porque eu tenho caráter, tenho códigos de ética, pelo contrário me tornarei uma pessoa cínica, leviana, amiga de qualquer um, mas como diz o velho ditado: "Quem é amigo de todo mundo não é amigo de ninguém." E só as circunstâncias são capazes de nos dizer quem somos e com quem andamos. O interessante seria se todos que se aproximassem de nós, já viesse portando uma caixinha, um espécie de chip, onde analisaríamos os itens deste pacote. Se nos fôssemos interessantes, aceitaríamos, se não, dispensaríamos. Mas, infelizmente, a tecnologia não evoluiu tanto e talvez se isto ocorrer, oremos que as máquinas criadas pelos homens sejam capazes de detectar falhas de caráter ou digamos, erros nos pacotes AMIZADES, antes mesmo de nós podermos adquiri-las. Enquanto a tecnologia não avança a este nível, vamos então amadurecendo, se assim quisermos, com o tempo, aprendendo com ele e com os PACOTES RUINS DE AMIZADES, a selecionar melhor as pessoas que se apresentam para nós como supostos amigos. Será interessante blindarmos as nossas mentes, com uma espécie de PACOTE ANTIVÍRUS ao menor sinal de PACOTES DE AMIZADES. O problema é que as vezes, como ocorre com alguns antivírus ruins, eles trazem juntos o vírus para então combatê-los e por sua vez criar em nós a dependência do antivírus que, em todos os casos é bom, afinal prevenir é sempre melhor que remediar. Pisando em ovos sempre, coração de gente é terra que ninguém vai. E gente quando está em determinadas circunstâncias, sabe encenar perfeitamente qualquer papel, mudando o cenário, mudam-se os personagens. É sempre bom esperar os cenários mudarem, os personagens logo aparecerão e se revelarão.

 PS: Só observando a fraqueza de caráter do ser humano. Lamentável. 
Iracema Correia que como uma  legítima leonina trabalhada ,valoriza mais do que tudo, a honra, a palavra e a dignidade. Tão raras hoje em dia. 

domingo, 3 de janeiro de 2016

Ela nasceu para amar




Ela nasceu para amar. Idealizou a vida, inspirou paixões e romances, por ser tão intensa e verdadeira, por vezes, inocente. Acreditava na verdade do amor. Sempre se comportou como cupido. As pessoas sempre lhe procuravam para tal. O amor  em  suas faces: 1. O agape (  o amor altruísta). 2. Pathos (  o amor paixão) 3. Philia ( o amor amizade) , 4. Ludus ( o amor jogador), 5. Pragma ( o amor conveniente), 6. Eros ( o amor sensual),sempre foi a sua essência.  A felicidade decorrente deste sentimento, uma força motriz para ela florescer. Embora preferisse porções diferentes deste ingrediente para  que a sua receita do amor fosse daquele jeito especial, só dela. O que a tornava então, de fato uma pessoa especial. Oras ela era Pathos, mas paixão demais adoece, bagunça, então ela deixava a coisa amadurecer e vivia com toda a intensidade o carnal e instintivo Eros combinado com o consciente e tranquilo  Philia, não deixando de petiscar  vez ou outra o Ludus, para dar sabor à relação. Mas descobriu que em sua maioria, as pessoas vivem o  Pragma, firme aos seus próprios interesses,aquele que ela esqueceu de por em sua receita, embora mais tarde, sentiu muita falta dele, afinal, se o tivesse utilizado mais, sendo prática, não sofreria tanto. Ora, o Agape é maravilhoso para quem quer fazer votos de castidade ou amor incondicional, como o de uma mãe para um filho. Esse ela já conhecia e não o procurava, mas como se deu conta de que por vezes o vivia demais, quando na verdade queria ser Eros, inteira completamente conveniente, com joguinhos deliciosos que tornavam a amizade do relacionamento cada dia mais picante, mais apaixonada. Porém, hoje ela está como uma flor murcha, quase morta porque não recebeu água  pura, só impurezas que a levaram à desidratação. As faces do amor que ela quer viver ainda não condizem com  o que os outros querem... ela cansou. Então ela secou, caíram as folhas, e desmancha-se na terra, retornando para ela sem ao menos ter realizado o sonho próprio de ter conhecido ou vivido o que para ela seria a face do seu amor verdadeiro. Ela se foi... Triste fim para uma doce e bela flor.

Iracema Correia


Nunca se traia.



Nunca traia os seus princípios. O que somos é a nossa essência. Quando mudamos de atitude, de opinião, apenas para se sentir parte de um grupo, para ser aceito ou para agradar alguém a quem estamos interessados, cometemos uma grande violação na nossa personalidade. Tão profunda quanto a de  um abuso físico. Mudar de atitude, de princípios que nos sustentam para sermos aceitos por alguém ou algo, retira de nós a nossa personalidade, o nosso chão. É por isso ser sem sombra de dúvida, importante a presença dos pais, na fase da  infância e da adolescência dos filhos. Estes filhos, receberão a base e a estrutura para caminhar em terrenos ora espinhosos, ora áridos, desertos, onde as únicas ferramentas que eles terão para chegar ao destino, serão aquelas dadas pelos pais ou por qualquer base familiar recebida. Se esta base for sólida, boa, carregada de princípios justos, teremos uma pessoa tanto moral, mental, espiritual e psicologicamente equilibrada. Este equilíbrio será sempre necessário por todo o tempo em que vivermos. Mesmo que nós mesmos tenhamos criados os nossos próprios princípios, regras, seria interessante respeitá-los. Pois sempre, são estes princípios que nortearão as nossas decisões. Nunca vá pela cabeça de ninguém, siga a sua intuição, suas regras, evitará aborrecimentos futuros, arrependimentos ou coisas piores. E ainda se vier a arriscar, arrisque por uma boa causa que possa lhe dar algo de retorno, pelo risco imposto. Há causas e pessoas que não merecem nosso sacrifício e nem trairmos a nós mesmos nem aos nossos ideais. Pessoas e coisas passam, mas estamos sempre em nós, sós.

Iracema Correia