domingo, 17 de dezembro de 2017

Ela não sabia quanta falta fazia. Cap 3




IMAGEM RETIRADA DA INTERNET


Em meio a sua ausência fria e sem brilho, ficaram dois corações irmãos de sangue e de sentimento. Ela não sabia, mas era mais amada do que imaginava. Dois irmãos, gêmeos na alma e nos sentimentos, embora diferentes externamente. Um mais moreno, alto, 1,90 o outro loiro, olhos castanhos, 1,90 nesta faixa também. Grandes homens que se apequenaram diante da paixão que Ela despertou em seus corações, um irmão mais razão, discreto, calmo, outro irmão mais emoção.Impulsivo, sangue nas veias, que a queria a todo momento para ele, mas jamais sabia que compartilhava do mesmo sentimento que o seu irmão, gêmeo, mais velho, por hora de nascimento, também sentia. A maturidade do Gêmeo 1 era gigantesca, apesar de amá-la de forma mais madura, mais consciente, respeitava o sentimento do seu irmão que apesar da mesma idade que a sua, o considerava como mais moço. Era o filho que todos esperavam a diplomacia e o bom senso, o filho que nunca reagia claramente ao sentimento que sentia por Ela, RESPEITO, ao sentimento do seu irmão mais moço, embora ele sabia que o seu irmão, não a amava como deveria. O Gêmeo 1, entendia que a saída de Ela era também uma fuga dos sentimentos que lhe sufocava. Ele sabia que a paixão de Ela por seu irmão era mais forte do que tudo, isso o deixava enfraquecido, pois lutar por Ela ,seria dupla traição. Primeiro aos sentimentos de Ela e segundo por ser o filho que era exigida a Diplomacia. No seu íntimo,desejava dar a Ela todo o amor que uma Mulher de verdade merece ter. Sonhava em construir uma família e realizar com Ela todos os sonhos possíveis, ao invés disso, engatou um namoro com a sua prima distante, com a benção da sua família. A prima, também exercia a mesma profissão que o moço, o que permitiu unir mais este promissor namoro, ainda que não houvesse tanto amor assim, por parte do Gêmeo 1. Ele a respeitava, sendo cordial, mas não tirava Ela nem um só minuto da sua mente. O Gêmeo 2 procurava desesperadamente por Ela, afoito, pensando em quantas coisas poderia ter feito ou não poderia ter feito, buscando porquês. Porque Ela a abandonou? Porque doía tanto o seu peito, haja vista que enquanto Ela estava na cidade, ele não mensurava a enormidade da falta que lhe faria. Era um garanhão, que conquistava sem muito esforço as moças que o conhecia, rapaz de muita badalação, tratado como o filho mais novo e protegido do casal. Todos os seus tropeços eram considerados com muita graça, um homem doce, por vezes inconsequente, e foi por este inconsequente a quem Ela se apaixonou. Sofreu pressões da família, mas o Gêmeo 2 , nunca permitiu que tal pressão o afastasse de Ela, embora por vezes, era encontrado com muita intimidade ao lado de outras. Ela era considerada como oportunista, afinal, era empregada da casa, por um tempo, pois o seu objetivo maior era completar os estudos, mas por um descuido, se assim for melhor dizer, acabou se apaixonando pelo moço 2, o inconsequente que por vezes a fez muito chorar e ser consolada pelo Gêmeo 1, sem nem mesmo saber que diante de seus olhos , talvez estaria o grande amor da sua vida.


Iracema Correia

Nenhum comentário: