quinta-feira, 17 de maio de 2018

Crônicas de um Calango




Amigos, venho por meio desta, contar um causo que aconteceu comigo. Me mudei faz pouco tempo. Na casa anterior, me tinha uns calangos no pequeno quintal, todo murado e fechado, como uma caixa, aliás, aquela casa , desconfio que foi construída por Noé, a prova de Dilúvio 🙄😏. Enfim, entre lutas constantes para que os calangos não entrassem, eu coloquei uma tela na grade, também não tenho coragem de matar, eles limpam o local de insetos, apesar de toda luta, inglória, "os monstros" 🐊🐊entravam as vezes, e era um Paraná ué para tirar, eu cheia de coragem, só que não 🤣, minha filha  gritando em desespero ao ataque de monstros de tão grande porte. Os gatos, que por ali passaram, deram cabo 🙏 Muito bem.... 😏 Me mudo, e qual não é a minha surpresa que após três dias, me aparece um, que veio junto com a mudança 🙄, num apartamento, 🤔👌. O que fazer com um calango num AP? 🤔 KDCORAGEM? Enfim, a criatura das trevas, fingia medo qd me via. 😏 🙄 Depois de dez dias, se escondendo pela cozinha, ela desapareceu misteriosamente. Ontem em meio a caixas ainda e baldes, encontro o corpo lá petrificado dentro de um balde. 🙏 Peguei o balde, como toda a coragem que não tinha e joguei pra fora da janela, caiu no telhado alheio, eu ouvi o baque. Enfim, livre. Hoje pela manhã, a minha filha me chama e mostra a criatura, "sambando na cara dazinimigas no  telhado", o corpo não estava mais lá. ELA SIMULOU A PRÓPRIA MORTE 😳ELA PLANEJOU A MUDANÇA! TUDO ARQUITETADO! Não tive como não relacionar a minha experiência surreal com a lembrança do filme de terror, sim pra mim era de terror, ALIGATOR. Naquela cena em que o homem pega o infeliz do crocodilo 🐊 ainda bebê 🤔 e joga no vaso sanitário. Tempo depois, ele aparece, um monstro terrível, para se vingar do personagem. 😱😨😨😨

Crônicas de um calango
Iracema Correia "Medeiros" 🤔

Nenhum comentário: